terça-feira, 17 de abril de 2012

COMO PODER!


COMO PODER!
Sabe aquele coração que enviastes?
O beijo que soprastes?
E a mão que acenastes?
Estão todos aqui guardados.
Para sempre em meu ser,
Onde ninguém pode ver,
Mas eu posso senti-los
Intimamente...
No fundo do meu coração
Eternamente.

Sem comentários:

Enviar um comentário